Dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais em 2011

Dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais em 2011

Relatório da McAfee revela que os dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais em 2011. Além disso, a previsão contempla riscos para dados corporativos e pessoais dos usuários

Acima de tudo, o ano de 2011 deverá ser marcado por inúmeros ataques de cibercriminosos aos dispositivos móveis.

A grande adoção de celulares nas empresas, combinada à infraestrutura frágil devem ampliar estes ataques.

Por exemplo, no ano passado, o sistema jailbreaking do iPhone e o Zeus foram as primeiras ameaças móveis diagnosticadas.

Redes sociais

A pesquisa também registrou crescimento considerável na adoção de dispositivos e redes sociais. De acordo com o vice-presidente sênior da McAfee Labs, Vincent Weafer, essas plataformas tornaram-se mais atrativas aos cibercriminosos.

“Esses serviços se tornaram bastante populares em um curto período de tempo e já podemos ver um aumento em vulnerabilidades e ataques”, afirma o executivo ao dizer que dispositivos móveis serão principais alvos de ataques maliciosos.

Os cibercriminosos deverão concentrar seus esforços em sites de relacionamento, como Twitter e Facebook. A explicação fica por conta da rapidez na troca de informações e principalmente pelo uso das URLs reduzidas.

Segundo a McAfee, mais de 3 mil URLs reduzidas são geradas por minuto, o que traduz a preocupação com o crescimento dessas URLs para spam e golpes.

Plataformas

Os iPads e iPhones, utilizados nos ambientes corporativos, devem se revelar alvos fáceis para a ação dos criminosos. O motivo está na falta de conhecimento dos usuários em relação à segurança adequada desses dispositivos, o que aumentará o risco de exposição de dados e identidades.

Dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais em 2011
Dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais em 2011

Se não bastasse, essas plataformas ainda estarão suscetíveis a ataques de botnets – softwares maliciosos – e cavalos de Troia direcionados a dispositivos Apple.

Somam-se a esse conjunto de ameaças as novas plataformas de TV pela internet, cujo crescimento de usuários em 2010 pode atrair cada vez mais aplicativos suspeitos e mal-intencionados.

A McAfee lista ainda os problemas relacionados aos e-mails, que carregarão conteúdo mal-intencionado, desenvolvido para enganar as vítimas. O malware “assinado”, que imita arquivos legítimos, será algo cada vez mais comum.

Dispositivos móveis serão principais alvos de ataques virtuais

Por fim, tudo leva a crer que 2011 também será marcado pela proliferação de ameaças com motivação política, com o surgimento de novos e sofisticados ataques, diz a empresa por meio de nota.

A tendência é que mais grupos sigam o exemplo do WikiLeaks, já que o hacktivismo é conduzido por pessoas que afirmam não ter vínculo com governos ou movimentos específicos.

Comentários estão fechados.